Sem motivos

Sem motivos

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Suicide.


Suicidio? Coragem ou desistencia? Força ou fraqueza? Fica no ar, ter a força de tirar a própria vida por não suportar mais as dores, um ato de coragem. Desistir e não ter mais forças para continuar, assim tendo o ato de suicidar-se pela fraqueza. Tantos pontos de vista, variados modos de compreenção. Dores insuportaveis, preção sem saida, algo que poucos conseguem suportar, ninguem consegue suportar. Mas, aprendem a ver um lado bom ao pensar que tudo um dia irá passar, mas esquecem de pensar que quando uma dor passa, logo outra chega, e assim, sucessivamente.
Em pequenas auternativas de um modo de escapatória dessas dores, dessas lembranças, são as drogas. Dando uma lucides a mente, fazendo com que as problemas sumam. Mas apenas por alguns instantes. Logo o efeito passa, e novamente esta lá, sua mente trazendo de volta todos os pessos e o arrependimento de fazer algo errado, mas paramos e pensamos, " Para que nos cuidar e deixar de viver, se morreremos do mesmo modo? O que adinta lutar por um futuro se o meu fim pode ser agora? Perderei tudo do mesmo modo".
Não suportanto, correndo de volta a unica escapatória, sabendo das causas e seus fatos não ligamos, pois o unico intuito é chegar ao fim, acabar com tudo o mais rapido possível de um modo divertido (para alguns).
Porque tudo que teve inicio terá um fim, e que seja o fim de um modo de que ninguem nunca se esqueça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário